A ansiedade me mantinha acordada na madrugada de domingo para segunda. Quando finalmente dormi já era 3h da manha e eu tinha certeza que iria sofrer de sono durante todo o dia.

O dia começou como outro qualquer, acordei fui para faculdade, assisti às aulas, conversei com minhas amigas. Voltei para casa, tomei um bom banho e fui almoçar com minha mãe, sempre pensando no que viria mais a noite. A tarde chegou e tentei ao Maximo me concentrar no meu trabalho, mas de novo minha cabeça estava a algumas horas na frente. Quando deu 5h comecei a ficar nervosa, liguei para minha mãe e ela veio me buscar no Estágio para me levar ao Serra Dourada, lugar do show, o transito em direção ao estádio estava um caos, levei uma hora para chegar até lá.

A fila estava enorme e eu pensei, ‘Como vou encontrar a Marina?’, liguei para ela e depois de uns 20 minutos a encontrei com a irmã e alguns amigos. Os portões iriam abrir às 17h, mas devido ao atraso do Paul na passagem de som, os portões só foram abertos às 19h, e então embarcamos em mais duas horas de espera. Havia um DJ tocando musica dos Beatles, e enquanto isso as pessoas iam entrando. Finalmente eram 21 horas, mas nada de Paul, no telão começou a passar fotos do Paul desde o inicio, na época dos Beatles. E assim continuou por mais 30 minutos.

Quando finalmente Paul McCartney subiu ao palco, meu coração disparou. Mesmo vendo-o com os meus próprios olhos eu não conseguia acreditar que estava em um Show do Paul McCartney. Ex-beatle, compositor, guitarrista, pianista. Uma lenda! As emoções se misturavam e não consigo colocar em palavras a perfeição do momento. Todas as dificuldades para estar ali desapareceram e eu só conseguia pensar “é ele, é ele, é ele”. A vontade era de gritar e foi o que fiz, gritei, cantei, pulei, me emocionei.

            Foram 2h e 40min de show, 36 musicas e com uma energia de dar inveja. Os jornais dizem que foi um marco histórico para Goiânia, mas foi um marco histórico na minha vida, o dia em que eu vi o meu ídolo fazer um mega espetáculo na minha cidade e, apesar do ataque de insetos, sempre com uma simpatia e alegria que contagiava cada pessoa presente.

Obrigada Paul McCartney! *-*

Image

Image

Image

Image

Image

 

 

P,S: Gravei grande parte do show. Vou separar os videos que estão melhores (os que eu não to gritando, cantando desafinadamente, chacoalhando a câmera demais) e faço outro post.

Anúncios

2 comentários em “The best Day ever – Paul McCartney – 06/05/2013

  1. Ficou com muita ansiedade nos dias anteriores a esse momento. E sei como é isso. Sempre quis ir em um show do Paul, mas nunca imaginei que isso aconteceria em Goiânia. Gritei, cantei, me emocionei, e até hoje parece que foi um sonho.

  2. Eu fiquei na vontade. Foi torturante saber que tinha um Beatle tão perto e não poder vê-lo. Mais torturante ainda foi ouvir o show aqui de casa! =/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s